Exposição sobre Hergé inaugurada ontem na Fundação Marquês de Pombal

  • 201408191432x4774.jpg

  • A exposição sobre o responsável pela criação da famosa personagem de banda desenhada Tintin vai estar no Palácio dos Aciprestes, em Linda-a-Velha, até 27 de julho.

    Na tarde de ontem foi inaugurada no Palácio dos Aciprestes a exposição "Hergé - Cronista do Século XX", onde podem ser vistos livros e objetos alusivos à obra de Hergé, como pequenos acessórios e maquetes.

    No encontro onde António Monteiro e João Mascarenhas falaram sobre Hergé e as aventuras do famoso Tintin, o presidente da Fundação Marquês de Pombal, Armindo Azevedo, começou por dar as boas vindas aos presentes, partilhando a sua vivência de infância com as aventuras do repórter da poupa.

    Entre as intervenções dos oradores houve ainda uma atuação musical de Patrícia Brandão, que se fez acompanhar de Manuela Fonseca ao piano para cantar duas peças de ópera: Carmen, de Georges Bizet, e L'air des Bijoux, de Charles Gounoud.

    António Monteiro explicou o porquê de dinamizar esta exposição de homenagem a Hergé: "Nós temos um grupo 'tintinófilo', que se dedica ao estudo da obra do Hergé e se reúne periodicamente em convívio, tertúlia e discussão dos seus vários aspetos", tendo surgido agora esta oportunidade com o apoio da Fundação Marquês de Pombal.

    A exposição sobre o criador da famosa personagem de banda desenhada Tintin é de entrada gratuita e vai estar aberta ao público até ao próximo domingo, dia 27 de julho, todos os dias entre as 10h00 e as 18h00, com encerramento na hora de almoço entre as 13h00 e as 14h00. No dia 26 realiza-se a sessão de encerramento, onde haverá mais uma tertúlia e a eleição do vencedor do concurso de desenho infantil.