Exposição – A Origem, de Hélio Cunha

  • 201808301425x6676.jpg
  • 13 de setembro a 15 de outubro | Galeria de Arte do Palácio dos Aciprestes

    No dia 13 de setembro será inaugurada na Galeria de Arte da Fundação Marquês de Pombal, uma exposição de desenho da autoria de Hélio Cunha na qual (...) em cenários de luz e sombra, a perspetiva define e indefine a diferença de escala porque, quantas vezes, o que está longe, sendo pequeno, se torna subitamente grande, e o que está perto, sendo grande, se torna pequeno. Neste jogo de ambiguidades, aparentemente contraditórias, o pintor é exímio a desafiar a lógica das proporções. Neste teatro imaginário, os objetos-personagens, esculpidos em pedra, em metal e em vidro, apropriam-se do espaço envolvente, como peças de um puzzle enigmático, que aceita todas as combinatórias e alternativas, em diferentes contextos, que a rigorosa e quase obsessiva determinação do autor proporciona, numa constante relação com o carácter imprevisível da lei do acaso, que o sonho acentua e enaltece. (Eurico Gonçalves). 

    Hélio Cunha nasceu na Penha de França em Lisboa. Em 1978, viveu em Inglaterra onde iniciou estudos e experiências no domínio das artes plásticas. Na década de oitenta, frequentou o ateliê de Mestre Soares Branco nos Coruchéus. Participou em diversas exposições individuais e coletivas um pouco por todo o território nacional, mas também em Madrid, Paris, Londres, Berlim e Nova Iorque. Em 2013 expôs Pintura Desenho e Colagem, com Cruzeiro Seixas, no Forte do Bom Sucesso. Em 2016 a Editora Chiado lançou o livro “Hélio Cunha/Pintura Desenho Palavras”, com prefácio de Cruzeiro Seixas.

    Informações:

    • Inauguração: 13 de setembro às 18h30
    • Entrada livre sujeita à lotação da sala
    • eventos@fmarquesdepombal.pt | 21 415 81 601 / 933 877 714