Inauguração Exposição “Sacramento do arco-íris” e Recital Soprano Cristina Ribeiro

  • 201905020920xC3F1.jpg

  • 10 de maio | 21h00 | Salão Nobre Luís Vieira-Baptista

    A exposição agora aqui presente inscreve-se no conceito de humanidade, representado cognitivamente pela via artística.

    Privilegia-se a criatividade e a imaginação para, com fantasia sonhadora, seguirmos na senda do ‘tesouro’ assinalado algures pelo ponto onde o arco-íris encontra a terra, omnipresente simbolicamente em todas as obras: será o observador que o há-de descobrir, tornando-o no seu ‘tesouro particular’, diferente dos demais.

    Também quero evocar Noé, recuperando-o como personagem incontornável dos arquétipos diluvianos, consagrando-o como aquele com quem Deus contraiu a primeira aliança, no respeito pelo vivente, através do ‘sacramento do arco-íris’, prenúncio de bonança no fim da tempestade.

    Na sua autobiografia, se a houvesse, Noé teria escrito sob os remanescentes pingos da chuva que o perseguiram por 40 dias e 40 noites, ‘desenhando’ letras que, ao escorrer, construíram as palavras que deram origem às frases das suas memórias.

    Tudo isso sob um radioso arco-íris, ouvindo árias de ópera pela Cristina Ribeiro.

    Luís Vieira-Baptista, abril de 2019


    Informações:
    Entrada livre sujeita à lotação da sala